Pompoarismo facilita e reduz o tempo do parto natural

0
535
Mãe com recem nascido
Imagem: cynthia_groth / shutterstock

Os exercícios do pompoarismo promovem um melhor desempenho da musculatura vaginal.

A duração do parto normal é longa e requer uma série de recomendações para o procedimento ser natural e menos doloroso. Nesse caso, é indicado o pompoarismo, que auxilia no parto natural, pois com o controle total da musculatura da vagina, a mulher consegue executar contrações de expulsão, tornando o parto mais rápido e menos sofrido para as próprias mulheres e para os bebês também. Além disso, evita grandes traumas na região vaginal.

As mulheres praticantes da técnica pompoarista têm uma série de benefícios. Isso se conquista através do total controle da musculatura vaginal, levando vida independente ao canal vaginal, como explica a pompoarista Carol Ribeiro.

A técnica fortalece a musculatura da vagina e de toda a região pélvica, inclusive o ânus. “A vagina é formada por músculos. Ao realizar os exercícios, é possível ter total controle da musculatura vaginal, levando vida independente ao canal vaginal”.

Durante a gestação

O pompoarismo pode ser feito durante a gestação, contudo, é obrigatório que a mulher consulte seu médico antes de começar a fazer os exercícios. “As contrações do pompoarismo só devem ser feitas após o terceiro mês de gestação. Além disso, a cada gravidez a mulher deve consultar o médico, pois a cada gestação de uma mulher o corpo reage de uma forma diferente”.

Após o parto

Os exercícios do pompoarismo podem ser feitos após o parto respeitando o período usual de restrição para qualquer atividade física. Geralmente os médicos recomendam 2 meses de repouso. Entretanto, esse prazo varia de mulher para mulher. O pompoarismo pós-parto auxilia na restauração muscular da vagina, acelerando o processo de recuperação muscular e ajudando a enrijecer os músculos da região pélvica.

“Muitas mulheres e principalmente seus companheiros reclamam que após o parto natural a vagina parece mais larga e sem sensibilidade. O pompoarismo resolve esse problema, pois trabalha a musculatura pélvica e vaginal de forma que ela fique enrijecida, assim como qualquer músculo do corpo que, quando trabalhado, fica forte”.

Toda técnica precisa de dedicação! São necessários pelo menos 15 dias de treinos diários para perceber os efeitos no corpo. Porém, o cronograma completo de treino deve ser cumprido em oito meses. “Até 2 meses: treinos diários de 30 minutos que podem ser divididos em 2 tempos de 15 minutos ou 3 tempos de 10 minutos”.


Carol Ribeiro é pompoarista da Saúde da Mulher: Técnica do Pompoarismo previne doenças. Pompoarismo Brasília. www.instagram.com/pompoarismobrasilia

DEIXE SEU COMENTÁRIO