As alterações no desejo sexual da mulher

0
385
Mulher na cama de lingerie
Imagem: vborodinova / shutterstock

A falta de libido pode acontecer com qualquer mulher, seja pela correia do dia a dia, por problemas de autoestima, emocionais, qualidade de vida do casal ou até razões hormonais.

Hoje não, estou com dor de cabeça! Essa frase que parece clichê traz consigo um problema que atrapalha e está frequente na vida de muitas mulheres, a perda do apetite sexual. A falta de libido pode acontecer com qualquer mulher, seja pela correia do dia a dia, por problemas de autoestima, emocionais, qualidade de vida do casal ou até razões hormonais. Para esclarecer as principais questões, a ginecologista e obstetra Dra. Flávia Fairbanks, fala mais sobre o assunto.

Maternidade x Perda da Libido

A maternidade traz uma série de alegrias ao lado de algumas preocupações, com a criança, com o casamento, à volta a rotina do trabalho e outros conflitos, o que gera em muitas mulheres a perda do apetite sexual. “Muitas pacientes chegam a clínica e se queixam de ter perdido o desejo sexual após a maternidade e me questionam se estariam com algum problema físico, mas na maioria dos casos o que acontece pode ser apenas resultado da rotina cansativa do dia a dia”.

Relações Sexuais x Lubrificação

Segundo pesquisa feita pelo Ibope 88% das brasileiras tem algum grau de desconhecimento sobre o ressecamento vaginal: 20% não sabiam o que é e 68% conheciam pouco. “Esse é um problema que atinge muitas mulheres e por diversas vezes passa despercebido, o ressecamento vaginal pode ser ocasionado por diversos motivos, desde falta de excitação suficiente, menopausa, uso de medicamentos e anticoncepcionais, doenças ginecológicas, ansiedade e outros fatores“.

Menopausa x Falta de Libido

A menopausa atinge a vida sexual de muitas mulheres, durante esse período hormônios como o estrogênio e a progesterona deixam de ser produzidos e essa ausência pode gerar sintomas como a falta de lubrificação. A falta de desejo sexual na menopausa afeta entre 20% e 40% das pacientes que se queixam de falta de libido, irritação, alterações de humor e outros sintomas, mas é possível reverter a falta de desejo sexual e retomar o prazer sexual da mulher nesta fase.

Endometriose x falta de libido

Pacientes com endometriose têm mais que o dobro de disfunções sexuais em relação à população sem a doença. Na avaliação geral, 43,3% das pacientes com endometriose apresentaram disfunções sexuais, enquanto que na população sem a doença as disfunções ocorreram em 17,6%. “Entende-se por disfunções sexuais – desejo sexual, excitação sexual, dor na relação sexual e orgasmo/satisfação sexual o que pode ser caracterizado também por falta de libido. Os principais sintomas da endometriose são representados por dor e infertilidade, relacionam-se diretamente com prejuízos na atividade sexual”.

A falta de libido sexual afeta muitas mulheres que devem procurar a ajuda de um profissional de saúde para orientação.


Dra. Flávia Fairbanks é ginecologista e obstetra da Clínica FemCare e do Hospital das Clínicas da USP.

DEIXE SEU COMENTÁRIO