Quais habilidades serão mais importantes no futuro?

0
1068
Imagem: geralt / shuttersotck

Como todos sabemos, o mercado de trabalho vem se transformando radicalmente. As rápidas mudanças tecnológicas vêm criando, cada vez mais, novas funções que exigem outras habilidades que já não são tão focadas em Hard Skills (competências técnicas) e sim, em um maior aprofundamento das Soft Skills (habilidades comportamentais e interpessoais).

Aos poucos as universidades estão incorporando as novas necessidades de aprendizado das Hard Skills e desenvolvendo programas de ensino que se adequem ao que o mercado vem exigindo gradativamente.

Infelizmente, as habilidades pessoais ou Soft Skills, sempre são deixadas de lado em favor de um bom curriculum acadêmico.

Automação e Inteligência Artificial

É fato que, com a automação e a inteligência artificial algumas profissões irão acabar em breve, principalmente aquelas que são ligadas a área de produção. Hoje uma grande parte do nosso parque industrial já é operado por computadores que ocuparam o lugar de funcionários. Também outras profissões terão o mesmo fim, como: motoristas, carteiros, agricultores, caixas de supermercado, etc.

Cada vez mais, um número menor de pessoas será responsável por um número maior de tarefas e responsabilidades, pois a tecnologia irá possibilitar esta redução de posições.

Mas a pressão, lógico, será cada vez maior! Isto fará com que as habilidades em lidar com o ambiente, colegas, funcionários e clientes, seja uma premissa básica para o sucesso.

Logo, na mesma proporção com que as máquinas estarão ocupando o lugar dos seres humanos, as habilidades pessoais ou Soft Skills, como: comunicação, criatividade, gestão de pessoas, trabalho em equipe, inovação, adaptabilidade, positividade, dentre outras, serão as mais solicitadas por todas as posições e empregadores.

Estas habilidades comportamentais são mais difíceis de serem desenvolvidas, mas podem ser interiorizadas com algum esforço, repetição, feedback e principalmente com o que chamamos de intencionalidade legítima, aonde a vontade interior mobiliza o processo de mudança.

O melhor disto, é que não há inteligência artificial que possa nos superar nestas habilidades!

Atualmente, por mais que sejamos atendidos por máquinas nas nossas chamadas telefônicas, elas não são e nunca serão capazes de entender a subjetividade que cada um de nós apresenta. Pois somos seres muito complexos e nossa grande capacidade de multiplicar soluções pela lente da emoção, nenhuma máquina ou inteligência artificial é capaz de imitar.

Medicina

No caso da medicina, elas até podem fazer um excelente diagnóstico clínico, mas não poderão dar o ombro amigo para acalmar um paciente aflito! Na área jurídica, poderão oferecer argumentos sólidos, mas, terão a capacidade de fazer a leitura do comportamento ou da expressão de um acusado?

Então, se você já possui estas habilidades interpessoais, ótimo! Você estará no jogo!

Caso não, existem ferramentas de autoconhecimento que poderão te ajudar!

Adriana Vieira
Adriana Vieira, esposa, mãe, consultora, facilitadora e sócia da Move2Up, empresa especializada em treinamento e desenvolvimento humano, com foco em formação profissional, resultados e qualidade de vida. Formada em Propaganda e Marketing pela FMU, Aprendizagem e Gestão do Conhecimento - FGV e agora uma aluna de pós-graduação em neurociências da Santa Casa de São Paulo, afora outros tantos cursos de especialização. Com 28 anos em grandes empresas da indústria farmacêutica, a maior parte deles, se dedicando ao desenvolvimento e preparação de profissionais que hoje ocupam posições de destaque nas empresas que atuam. Seu lema é “O impossível não existe, só depende de nós!”

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here