Depressão nunca mais: Movimente-se!

1
5302
Imagem: innokurnia / shutterstock

A depressão é uma doença crônica que produz alterações de humor e os sentimentos que prevalecem são: tristeza, desesperança, vontade de dormir e pensamentos suicidas, além de produzir um forte sentimento de desesperança. Este fato pode acontecer durante dias, meses e até anos.

Dados recentes da Organização Mundial da Saúde (OMS), dos últimos dez anos mostram que o número de pessoas com depressão aumentou 18,4%, isso significa que existem aproximadamente 322 milhões de pessoas no mundo com esta doença. E no Brasil este percentual é de 5,8% dos habitantes sendo a maior taxa do continente entre os países da América Latina.

A ansiedade também tem percentuais altos aqui no Brasil alcançando 9,3% da população. As mulheres são as mais afetadas com estes sintomas como: fobia, transtorno obsessivo-compulsivo, estresse pós-traumático e ataque de pânico.

E no combate à esta doença tão cruel e muitas vezes até incapacitante está a prática regular de atividade física, alguns estudos realizados recentemente mostram a importância dos exercícios no combate a depressão. A atividade física auxilia na distração dos estímulos estressores, melhora a qualidade de vida, estimula o autocontrole, ajuda na respiração, influencia o sistema nervoso central. Além de ajudar em funções motoras e a interação social e memória.

Em outros artigos já falamos sobre a importância de alguns hormônios liberados pelo organismo durante a realização de exercícios físicos e como estes hormônios trazem a sensação de prazer e bem estar acabam também auxiliando no combate e tratamento da depressão.

A endorfina e dopamina influenciam o humor e as emoções além de proporcionar um efeito tranquilizante e analgésico. A dica é: pratique exercícios físicos aeróbios de 20 a 40 minutos com frequência cardíaca entre 120 e 140 batimentos por minuto, duas vezes por semana. Independente dos exercícios aeróbicos eu oriento vocês, minhas queridas leitoras, que realizar atividades físicas regularmente é essencial não somente para a depressão, mas também auxilia no controle e combate de outras doenças crônicas que fazem parte desta geração que não se desconecta e não tem tempo para cuidar da saúde.

Ressalto também a importância e o efeito da Serotonina, estou falando de um neurotransmissor que regula o humor, temperatura corporal, etc. Realizar exercícios ao ar livre é uma ótima opção, você vai perceber a diminuição da tensão, raiva, confusão mental e depressão. A sensação de bem estar e prazer é tanta que praticantes de atividades ao ar livre estão mais dispostos a repetir a atividade nos dias posteriores. Tenho certeza que se você inserir uma rotina de exercícios a sua vida o seu tratamento farmacológico e a psicoterapia te ajudarão em sua luta contra a depressão.

A atividade física ajuda o ser humano a viver de uma mais forma serena, independente da doença crônica muitas pessoas encontram diariamente inspiração para viver com a prática de exercícios, por isso pratique! Não se deixe abater e Movimente-se!!!

1 Comentário

  1. Felipe concordo que a atividade física ajuda a retirar os pensamentos ruins e auxilia para uma saúde melhor .
    É muito bom ver pessoas como você estar preocupado com a qualidade de vida das pessoas principalmente com a depressão que vem sendo causa de tantas mortes .
    Continua escrevendo e nos motivando a realizar atividades físicas e mostrando os benefícios disso em nossas vidas.
    Parabéns para você .

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here