Cuidando de alguém muito importante

0
482
Imagem: darksouls / shutterstock

Na nossa rotina e correria do dia a dia já temos muitas tarefas. Acabam surgindo outros inúmeros compromissos e responsabilidades que comprometem nosso tempo. Um tempo que poderíamos ter para usufruir no cuidar de si. Quando não nos cuidamos, estamos num enorme risco dessa falta de atenção em nós mesmos gerar um impacto direto em nossa saúde e qualidade de vida.

Para amenizar esse estado de exaustão e desgaste e assim prevenir os reflexos de um adoecimento físico e emocional é necessário criarmos o hábito de uma auto-observação, autocritica, autorreflexão e assim compreender o reconhecimento de limites.

Quando estamos diante de situações de sobrecarga e estresse, onde o tempo está escasso e a demanda é alta, precisamos identificar prioridades e avaliar condições de êxito na lista de multitarefas. Respeitar e se conscientizar de seus esforços, compreender a importância do autocuidado, realizar momentos de lazer e atividades espontâneas e prazerosas e momentos que consiga exercer uma centralização em si e avaliar seu estado físico e mental.

Quando identificamos situações de sobrecarga ou sintomas que estejam prejudicando nossa saúde e atrapalhando a rotina, o ideal é sinalizar ajuda, pois por mais que necessitamos de momentos para focar em si mesmo, para uma identificação de sentimentos e emoções a serem tratadas e melhoradas, muitas vezes é necessário um apoio externo para facilitar e incentivar no enfrentamento das dificuldades.

Cuidar de si é, muitas vezes, confundido como um comportamento, sendo visto como sinônimo de egoísmo, mas é necessária a desconstrução dessa ideia, pensando que todos merecemos a busca de equilíbrio e bem-estar para se relacionar melhor consigo mesmo e com seu ciclo social, trazendo mais conforto e satisfação.

Mas que tipo de coisa pode ser considerada como uma ação de autocuidado? Tudo o que você pensa e faz que tenha como objetivo trazer como resultado seu bem-estar.

Porém muitas vezes o que você está fazendo ainda pode não ser o suficiente para atingir o equilíbrio ideal, por isso é preciso regularmente ter a auto-avaliação de como está a sua sensação de equilíbrio.

São atitudes desde ir a consultas médicas de rotina, exercendo prevenção participando de campanhas, aderindo a tratamentos indicados, como também atividades que considere ser um momento que lhe traga paz e relaxamento, sendo sempre um contentamento individualizado.

Mudanças de hábitos também fazem parte da construção do autocuidado, onde novas atitudes motivam e promovem boas e novas sensações além da possibilidade de se descobrir novos gostos.  Cuidar de si é um dos caminhos para perceber o estado de felicidade, harmonia e alegria.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here