O home office é para todos?

0
599
Imagem: kaboompics / shutterstock

Segundo uma pesquisa realizada pela consultoria Betania Tanure Associados (BTA) com 359 empresas que adotaram o modelo home office, cerca de 60% dos colaboradores estão trabalhando de casa após o Coronavírus.

Mas é possível todos os indicados e orientados a manter sua produtividade de casa conseguem de forma efetiva atingir suas atribuições e resultados?

Nessa pesquisa citada pela Revista Época Negócios a dificuldade mais mencionada foi a adaptação das atividades presenciais para virtuais (61%); seguida pelo gerenciamento remoto da equipe (45%),  infraestrutura tecnológica (43%), aplicação do trabalho remoto a todos os níveis da organização (40%), e o nível de digitalização dos processos (20%).

O Fundador e CEO da startup Aha! Haaff traz três motivos que tornam o home office mais produtivo. São eles: Concentração: acredita que os colaboradores ficam mais produtivos sem as distrações do local de trabalho; Trabalho em equipe: acredita que o trabalho remoto cria laços mais fortes entre o time e a Presença: acredita que favorece o trabalhador ser mais presente e focado durante o expediente.

Nem para todos trabalhar de casa é uma tarefa fácil. Muitos podem encarar como um verdadeiro desafio. Os fatores variam desde as expectativas e resultados do trabalho; horários; instrumentos; lidar com os limites entre o trabalho e a vida pessoal; quando e como fazer pausas; desenvolver novas habilidades de comunicação; nova modalidade de reuniões, interação e alinhamento e ferramentas para promover o melhor envolvimento da equipe e a base que é a infraestrutura.

Entre os prós e contras dessa possibilidade, existe maior flexibilidade, autonomia, conforto e desnecessidade de se locomover; porém para o exercício exige muita prática, disciplina e foco.

Dentre as recomendações, destaca-se: Não trabalhe de pijama; Não trabalhe da cama ou do sofá; Não fique incomunicável; Não negligencie a sua saúde – minutos para se exercitar e se dedicar a outras atividades; Estabeleça limites – lista de metas para o seu dia, que inclua uma série de tarefas mensuráveis que precisam ser realizadas; Muito cuidado com as redes sociais – elas podem ser um gatilho para acabar com sua produtividade; Aproveite a oportunidade – habilidades de comunicação, tecnologia e inteligência emocional se aprimoraram muito.

O grande lance para o sucesso do Home Office é você saber gerenciar melhor o seu tempo, segundo Harvard Business Review.

  1. Defina o horário do seu expediente;
  2. Avise os colegas de trabalho sobre o horário em que você está disponível;
  3. Anote suas tarefas com clareza mental, se necessário faça um alarme no e-mail cerca de 15 a 30 minutos antes de encerrar o expediente;
  4. Faça o trabalho no horário de trabalho.

Lembre-se: como seres humanos, precisamos de uma pausa mental para trabalhar melhor. Portanto, é importante reservar um tempo para nós mesmos — sem a distração do trabalho.

Marcela Eiras Rubio
Graduada em Psicologia pela Universidade São Marcos, Aprimoramento Profissional em Atendimento Interdisciplinar em Geriatria e Gerontologia pelo IAMSPE (Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual) e pós-graduação em Gestão de Pessoas pelo SENAC. Atuações como psicóloga hospitalar no Programa Melhor em Casa do Hospital Municipal Dr. Moyses Deustch – Mboi Mirim, HGIS (Hospital Geral de Itapecerica da Serra) e HRC (Hospital Regional de Cotia). Atualmente atua como consultora em Recursos Humanos na RHF Talentos – Unidade São Paulo.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here