Exercícios ajudam a fortalecer a memória e o raciocínio

0
496
Imagem: kaboompics / shutterstock

Para fortalecer a memória e o raciocínio, atividade física, alimentação equilibrada, leitura e uma boa noite de sono são algumas das iniciativas para estimular a saúde cerebral.

Para que possamos obter um bom desempenho muscular, por exemplo, é preciso praticar exercícios. No caso do cérebro não é diferente. Exercitá-lo ainda é a melhor maneira de aprimorar as suas capacidades. “Quando estimulamos o cérebro, obtemos, naturalmente, melhorias significativas em quesitos como memória, capacidade de concentração e raciocínio. Por isso, a prática de atividades que cumprem bem com essa tarefa é muito importante não só para o aprimoramento de diversas habilidades psicomotoras, mas também para a garantia de saúde e do bem-estar ao indivíduo como um todo”, esclarece o neurologista Dr. Mauro Atra.

Atitudes simples já são suficientes para estimular o cérebro e contar com ótimos resultados no dia-a-dia. “Não é preciso tanto esforço para desenvolvermos a nossa capacidade neural. Ao promovermos pequenas mudanças no cotidiano, já é possível sentir uma grande diferença em relação às nossas habilidades cognitivas, além é claro de muito mais vigor e disposição”.

Para “exercitar” o cérebro, as dicas são:

Procure fazer coisas diferentes

Sempre que nos deparamos com situações inéditas, nosso cérebro é estimulado. Ou seja, quando aprendemos algo novo ou experimentamos um tipo de comida diferente, por exemplo, novas conexões neurais são criadas, aumentando o nosso conhecimento e a nossa capacidade cognitiva.

Faça contas de cabeça

Outro ótimo exercício para o cérebro é a matemática. Por isso, sempre que possível, deixe a calculadora de lado e procure executar cálculos de cabeça. Essa é uma ótima maneira de manter o cérebro ativo e ampliar a capacidade de raciocínio.

Procure usar as duas mãos e os dois pés

Para destros e canhotos, é comum usar apenas uma das mãos ou um dos pés nas atividades do dia-a-dia ou durante a prática de esportes. Contudo, na medida do possível, procure usar a mão ou o pé com menos habilidade em tarefas nas quais costumam ser menos empregados, como na hora de escrever ou de jogar futebol, por exemplo. Isso estimula os dois lados do cérebro, ao invés de apenas um, o que também é um ótimo exercício cerebral.

Estimule a curiosidade

Sempre que ouvir uma notícia ou receber alguma informação interessante, pesquise mais sobre o assunto. Enquanto realizamos investigações, o cérebro trabalha, conhecimentos são adquiridos e novas conexões neurais são criadas.

Pratique exercícios

É cientificamente comprovado que exercícios físicos aumentam a capacidade cerebral. Isso porque ativam os reflexos e a circulação sanguínea, o que beneficia o cérebro.

Memorize informações

Exercícios de memorização cumprem muito bem com a função de fazer o cérebro trabalhar. Porém, não é preciso começar pelos mais complexos. O ideal é começar aos poucos, memorizando informações úteis no dia-a-dia, como endereços ou números de telefone de familiares, colegas de trabalho e assim por diante. Quanto mais informações memorizarmos, melhor será o nosso desempenho cerebral.

Leia o máximo que puder

A leitura certamente está entre os exercícios mais importantes para o cérebro. Além de aliviar a tensão e o estresse, a atividade traz conhecimento e estimula tanto o raciocínio, quanto a imaginação.

Mantenha uma alimentação saudável

Uma alimentação saudável e balanceada também é importante para a saúde do cérebro. Entre as principais recomendações estão frutas frescas, vegetais, peixes, entre outros alimentos com Omega-3.

Seja positivo

Estresse e ansiedade não fazem bem ao funcionamento do cérebro. Quando estamos tensos, nossa capacidade de raciocínio é afetada e não conseguimos pensar com clareza e objetividade. Por isso, procurar relaxar e manter a calma, é sempre muito importante para o funcionamento cerebral.

Procure dormir bem

O sono é fundamental para a saúde do cérebro. Enquanto dormimos, as células cerebrais se regeneram, toxinas são removidas e somos renovados emocionalmente para o dia seguinte. Ou seja, quanto mais qualidade tiver o nosso sono, melhor nosso cérebro funcionará.


Dr. Mauro Atra é neurologista do HCor.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here