5 dicas para emagrecer sem sofrimento

0
283
Imagem: brenkee / shutterstock

Emagrecer! Seja qual for o motivo pelo qual você deseja emagrecer, existem pontos importantes que nem sempre são levados em consideração e que fazem toda a diferença no resultado final dessa empreitada rumo aos quilos a menos.

São cuidados, mudança de posturas e até pequenas técnicas, transformadas em dicas, que ajudarão no tão almejado emagrecimento.

Cinco dicas que irão ajudar à você que deseja perder peso de forma saudável e menos estressante.

I – Pergunte-se: Desejo realmente emagrecer?

Por mais absurdo que possa parecer à primeira vista, esse é o ponto de partida para que seu processo de emagrecimento não se transforme num um poço de frustrações.

É relativamente comum querermos emagrecer muito mais pela pressão das pessoas (familiares, amigos), ou até pela imposição da mídia, do que pela nossa vontade e essa é uma das grandes razões para que não consigamos atingir nosso objetivo de forma satisfatória.

Lembre-se: você deve emagrecer para e por você!

II – Crie metas coerentes e alcançáveis

O caminho mais curto para a desmotivação, é criarmos expectativas muito altas e inalcançáveis. Isso, normalmente, é uma armadilha auto sabotadora.

Metas menores e coerentes são mais eficazes, portanto, em vez de imaginar que 10 quilos por mês é seu objetivo, repense e opte por 1 a 1,5 por semana.

Um emagrecimento mais lento tem muito mais chance de ser duradouro, pois o cérebro necessita de tempo para entender que essa perda de peso não significa privação Caso contrário, na primeira oportunidade, ele vai te “convencer” a comer muito, com a finalidade de fazer com que seu corpo volte ao maior peso que teve nos últimos tempos.

III – Use a ansiedade a seu favor

É comum ficarmos ansiosos, quando estamos em meio ao processo de emagrecimento, por uma série de razões, sendo uma delas, a perspectiva de ficarmos privados do instrumento de preenchimento emocional, que o alimento representa em nossas vidas.

Dessa forma, use a ansiedade como um termômetro para saber se algo nas suas emoções não está bem e trabalhe da forma mais tranquila e positiva que conseguir com suas descobertas.

A ajuda de um psicólogo é produtiva e positiva para ajudá-lo a lidar com essas questões emocionais.

IV – Como lidar com familiares e amigos “bem intencionados”

A maioria das pessoas que se dispuseram a emagrecer, se viram às voltas com aqueles familiares ou amigos que passam a tentar, de forma insistente, convencê-las a quebrar suas metas.

Vira quase um tormento participar de reuniões e festas, onde a comida é, muitas vezes, mais importante que o inter-relacionamento pessoal.

Nada de se enclausurar! É possível estar com as pessoas que lhe são queridas, rindo e aproveitando desses bons momentos bastando, para isso, um mínimo de organização.

Alimente-se antes de sair de casa e, no momento da festa, coma um pouco de alguns alimentos (escolha aqueles que você mais gosta), uma vez que reeducação alimentar não é privação, mas trocas inteligentes e adaptações.

Lembre-se de que privações radicais, nos levam à perda de controle.

V – Curta-se!

Por fim e não menos importante, ame-se, invista em você, fazendo coisas que te dão prazer, aproveitando cada momento desse período.

Entenda que existirão escorregadas ao longo do tempo e que, longe de ser algo negativo, isso dever ser visto como um desafio que te ajudará no seu autoconhecimento.

Uma das coisas mais importantes que você deve ter em mente é: Escorregou? Levante!!!  Sempre haverá o dia seguinte para retomar e seguir adiante.

Ame-se, pois você merece!


Monica Martinez de Seixas (CRP 06/123494) é Psicóloga clínica – Terapeuta do Emagrecimento e do Luto Hipnoterapeuta. e-mail: psimonicamartinez@gmail.com

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here