Cristina Ranzolin: “Estamos conquistando cada vez mais espaços”

Por Mariliz Consul - mariliz.consul@plenamulher.com.br

1
5259

Cristina Borges Ranzolin Falcão, nascida em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, no dia 28 de outubro de 1966, é jornalista e apresentadora de televisão. Mais conhecida como Cristina Ranzolin, atualmente é editora e apresentadora do programa Jornal do Almoço da RBS TV, rede de televisão afiliada da Rede Globo no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. É filha de Armindo Antônio Ranzolin, um dos grandes jornalistas e narradores de futebol do Estado.

Cristina Ranzolin foi contratada nos anos 80 pela RBS TV, onde começou fazendo reportagens esportivas e em 1989, passou a apresentar o programa Campo e Lavoura. No ano de 1993, mudou-se para o Rio de Janeiro para trabalhar na Rede Globo, onde, ao lado de William Bonner, apresentou o Jornal Hoje até o ano de 1996, e também apresentou por algum tempo o Jornal da Globo.

Cristina com o pai
Cristina junto com o pai Armindo Antônio Ranzolin

Neste mesmo ano, Cristina retornou ao Rio Grande do Sul e à RBS TV para apresentar o Jornal do Almoço, telejornal exibido ao meio-dia para todo o estado. No ano de 2003 casou-se com o ex-jogador de futebol Paulo Roberto Falcão.

Com muita simpatia e atenção, Cristina Ranzolin brindou-nos com esta entrevista maravilhosa.

– Que tipo de entrevista você gosta de fazer?

Adoro o JA [Jornal do Almoço] porque ele me permite fazer todo o tipo de entrevista, com médicos, advogados, músicos, economistas, artistas, políticos… Gosto mais daquelas em que o entrevistado consegue ficar a vontade. Às vezes isso é difícil porque as câmeras e o estúdio assustam, o tempo às vezes é curto, mas quando ele responde como se estivesse apenas conversando comigo fica mais verdadeiro para o telespectador.

– Qual foi a mais emocionante?

Nossa, foram tantas… Na época que estava na Globo entrevistei muitos atores famosos, também já entrevistei diversos políticos de destaque nacional, cantores até internacionais, não gostaria de destacar apenas uma.

No cenário JA-01
Cristina no cenário do Jornal do Almoço

Em uma matéria em que você se caracterizou como alguém simples e desconhecido, para testar a solidariedade das pessoas, o que mais a marcou?

Acho que o desprezo que as pessoas têm por uma pessoa humilde. Eu procurei abordar as pessoas com respeito, mesmo assim, para muitas, eu era invisível…

– Em uma entrevista, você disse que não faz planos e que deixa as coisas acontecerem, isso nos dá a entender de que você leva a vida mais leve e tranquila, é isso?

É, acho que não dá pra ficar se preocupando com o que vem pela frente. Claro que temos que ser ambiciosos, mas às vezes quando se preocupa demais com o futuro deixa-se de viver o presente. A gente tem que estar preparado para tudo, para quando as oportunidades surgirem a gente poder abraçá-las… Mas não dá pra perder muito tempo sonhando, tem que deixar as coisas acontecerem… O que é teu vem, com certeza.

– Você já sofreu algum preconceito como jornalista, sendo esta uma área de muita exposição?

Não, preconceito não. Às vezes as pessoas gostam do teu trabalho, às vezes não. Isso é normal, assim como eu tenho meus jornalistas preferidos.

Bastidores
Cristina no bastidores da RBS TV

– Sendo uma profissional do meio de comunicação, tendo informações privilegiadas, e nem sempre divulgadas, como entende a situação atual da mulher?

Acho que estamos conquistando cada vez mais espaços. Eu adoro ser mulher! Te confesso que, assim como sou uma lutadora e tenho minha profissão, adoro meu lado feminino, mãe, esposa, dona-de-casa. Quando a gente faz essas coisas com prazer o corre-corre é muito prazeroso. Mas têm mulheres que não curtem a tripla jornada e aí é um estresse.

– Atualmente, você está com 46 anos. Quais semelhanças e diferenças você vê entre as mulheres com essa idade nos nossos dias, em comparação com a época da sua mãe, da sua avó, e das mulheres nos últimos cem anos?

Acho que hoje temos mais liberdade para nos expressar, para optar, para viver da forma que consideramos ideal.

No camarim– Você tem a elegância da mulher gaúcha. Quais seus cuidados com a beleza?

Tenho cuidados básicos com minha alimentação, adoro coisas naturais e integrais, faço ginástica e pilates, quando dá dou uma corrida também e adoro cremes. Mas tudo muito natural, não sou do tipo de fazer coisas radicais e nem me jogar em novidades que possam me trazer arrependimentos futuros. Nunca fiz plástica, botox, nem mesmo pintei meu cabelo… Não que não vá fazer um dia, mas acho que tudo tem sua hora. Hoje me sinto bem assim.

– Você é mãe de uma menina de 8 anos. Como se relaciona com ela e quais suas expectativas em relação ao futuro dela?

Sou mãezona, super participativa, brinco, rolo no chão, ando de balanço, levo na escola, nas atividades extras, vejo os programas de TV preferidos dela, lemos juntas. Mas, além disso, procuro educar, dar limites, ensinar a respeitar, a se preparar para ser uma mulher vencedora, e não só falando sobre isso, mas dando o exemplo.

– Como é a sua rotina no dia-a-dia?

Acordo às seis e meia da manhã, levo minha filha na escola e volto para casa pra tomar meu café e ler os jornais. Às 8 e meia chego na TV e começamos a produzir o programa. Me ocupo muito das entrevistas, mas gosto de ter conhecimento de todo o programa, atualizo meu Face também… Por volta de 10h45 vou para a maquiagem, troco de roupa no figurino e às 11h15 estou no estúdio para gravar as chamadas e já fico para o JA. Depois do programa fazemos uma reunião de avaliação e programamos as pautas do dia seguinte. Saio da TV por volta de 13h30, almoço sempre em casa e depois acompanho minha filha nas atividades extras: jazz, ballet, street, patinação… Também dou uma passada quase que diária na casa dos meus pais e ainda faço minhas atividades físicas, supermercado ou feira… À noite gosto de me recolher cedo, faço minha filha dormir, janto com meu marido e assistimos um pouco de TV ou lemos antes de dormir.

Cristina-com-Falcao
Cristina com o marido Paulo Roberto Falcão

– Qual é a sua “filosofia de vida”?

Viver intensamente, buscando fazer o que realmente me faz feliz.

– Quais os seus cuidados com a saúde?

Faço exames de rotina pelo menos de 6 em 6 meses, me alimento bem, durmo bem, não sou nem um pouco sedentária e não fumo.

– Em seus momentos de lazer o que você faz?

Adoro viajar… Estar com minha família e meus amigos de verdade.

– Qual é o momento só seu?

Minhas leituras! Adoro ler, principalmente quando estou de férias, porque aí posso ler de tudo. No dia-a-dia tenho muita preocupação em estar informada e aí falta tempo para aquela leitura que dá mais prazer…

– Você se considera uma Plena Mulher?

Com certeza!

– Tem alguma sugestão ou conselho para deixar para as leitoras do portal Plena Mulher?

Vivam intensamente. Mesmo naquelas coisas que podem parecer árduas procurem encontrar prazer, tudo fica melhor, mais leve, mais fácil. Claro que todas temos problemas, mas a forma de encará-los pode deixá-los menores…

Um grande abraço a todas as plenas mulheres!


Por: Mariliz Consul – Diretora de Redação – E-mail: mariliz.consul@plenamulher.com.br

1 Comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here