Como falar sobre morte com as crianças

0
142
Imagem: 27707 / Shutterstock

Para onde vamos quando desaparecemos?, é uma obra que discute a morte de forma sutil, sem, em qualquer momento, falar explicitamente sobre ela.

A obra consegue entrar no mundo das crianças por meio de analogias leves e reflexões sobre mistérios do cotidiano.

Pode parecer estranho que um tema como este tenha inspirado um livro infantil, mas, todos os temas fazem sentido para uma criança, até porque as crianças não são todas iguais e cada uma terá os seus interesses, as suas questões, que dependem também muito da fase em que se encontra, da sua idade e da vida que está a viver.

De acordo com Isabel, uma das autoras, “os autores de obras para a infância devem arriscar sempre. Porque nesta área há muitas fórmulas de sucesso garantido, há muitas estratégias e muitos truques para chegar aos mais novos, mas isso acaba por ser algo construído de fora para dentro. Para mim, enquanto autora, faz sentido arriscar”.

Através de analogias leves e reflexões sobre mistérios do cotidiano, a obra consegue entrar no mundo das crianças, como por exemplo:

  • Para onde vão as nuvens e as poças d’água?
  • Para onde vai o barulho quando se faz silêncio?
  • Para onde vão as coisas e as pessoas quando não estão mais aqui?

Cada pergunta tem uma resposta diferente, mas, já que ninguém sabe ao certo qual é, as autoras dão asas à imaginação para que o leitor invente quantas possibilidades quiser!


Capa do livro Para onde vamos quando desaparecemos?

Título: Para onde vamos quando desaparecemos?

Autoras: Isabel Minhós Martins e Madalena Matoso

Editora: Tordesilhinhas

Páginas: 44 páginas

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here