Namorar aos 50 é melhor que na juventude

0
6547
Imagem: enriquelopezgarre / Shutterstock

Muitas mulheres solteiras que atingiram a casa dos 50 anos pensam que namorar nessa idade é angustioso, fora de moda, podendo trazer muito mais frustração e confusão que felicidade. Para a sexóloga e terapeuta de casais, Carla Cecarello sexóloga e terapeuta de casais, não é a idade a principal razão para o medo, mas as características da nossa sociedade que dão valor exacerbado para a juventude. A vida conturbada faz muitas pessoas, nesta faixa de idade, ainda não terem se estabelecido profissionalmente ou pessoalmente. “Esse é um processo pelo qual todas as pessoas, homens e mulheres, atravessam, mas há um lado positivo em ter atingido a maturidade”, afirma a especialista.

De acordo com Carla Cecarello, a correria cotidiana, os afazeres, a pressão, as responsabilidades têm feito pessoas chegarem aos 50 sem sequer terem vivido um romance duradouro, sem contar a solidão ou a indefinição da vida profissional. Por outro lado, existem razões para comemorar, segundo a sexóloga, como as mudanças ocorridas na sociedade e que permitiram uma qualidade de via superior aos que chegam aos 50 anos. Essas mulheres e homens estão em plena movimentação, seja profissional e pessoal, que incluem as atividades físicas, intelectuais e porque não dizer sexuais. “As mulheres de 50 anos, por exemplo, não deixam nada a desejar e não perdem em relação às garotas de 20 e poucos anos em especial no que tange ao namoro”, diz a terapeuta de casais.

Há outros motivos que transformaram a forma de encarar a realidade por parte das mulheres mais maduras. A qualidade de vida melhor, mais ativa e porque não dizer com uma intensidade em vários campos, permite ter uma vida amorosa ou até pensar em montar uma família nesta idade. Além das novas estruturas da sociedade, as pessoas de 50 anos são mais bem informadas, estão mais atualizadas e algumas já economicamente definidas, atentas, inclusive, as novidades tecnológicas. “Há uma falsa noção de que aos 50 anos as pessoas deixaram a vida de lado ou deixaram de produzir”, afirma a consultora do site de relacionamento focado em pessoas nesta faixa etária.

Para Carla Cecarello, as mulheres sabem que o processo de namoro é tão brilhante e belo como elas são. “Elas sabem que podem fazer toda a diferença porque possuem visão sobre homens e os relacionamentos justamente por causa das experiências já vividas”, afirma a sexóloga. Essa é a diferença que faz das mulheres de 50 tão boas quanto as jovens de 20, porque essas podem dar beleza e prazer e as outras podem dar tranquilidade e prazer com toda a experiência. Para destacar essas diferenças entre as jovens e as maduras, a consultora apontou 6 razões de porque as mulheres consideram os 50 anos a melhor idade para engatar um romance e ser feliz.

Riqueza de conhecimentos

Aos 50 elas não se importam mais quem são ou como eram aos 20 anos ou as diferenças entre um período e outro. As mulheres com mais de 50 anos sentem-se mais seguras, sabem do que gostam (e não gostam) e confiam mais em si mesmas. Esse é o benefício da experiência de vida – maior confiança. “Elas sabem que podem aproveitar mais e melhor a vida nesta faixa”, diz a terapeuta.

Encontrou a si mesma

Se aos 20 e poucos anos, a mulher busca se impor e se estabelecer, aos 50 ela já encontrou a si mesma, não necessita comparar-se às outras ou se preocupar com o que as pessoas pensam. As descobertas já foram feitas assim como as preferências. As lições mais fáceis assim como as mais difíceis foram aprendidas e assimiladas. Os benefícios desta experiência são notáveis e podem ser usados para encontrar o amor da vida delas, pois já sabe o que gosta e não gosta nos homens.

Começar ou não projetos

A liberdade permitida nesta idade impõe regras como perceber o avanço do relógio biológico. Ou a pessoa já tem seus filhos ou não, o parceiro tem ou não. Assim, se o projeto é formar uma família com filhos, ela sabe que o relógio biológico é um problema, o que não a impede de assumir a maternidade por vias alternativas, como a adoção, por exemplo. Lá atrás essas mulheres procuravam por homens com quem pudessem começar uma família e tinham critérios como ser bom provedor e pai. Atualmente, elas podem decidir e escolher de que forma será, uma vez que já estão economicamente resolvidas e independentes. A missão delas é apenas escolher um homem com potencial de ser um bom pai, na formação, educação e auxílio para cuidar do filho. “Se a opção for não ter filhos, significa que elas querem se divertir, com a liberdade de escolher um homem que saiba aproveitar e compartilhar os bons momentos da vida”, diz Carla Cecarello.

Experiência nos relacionamentos

As mulheres aos 50 já passaram pelo casamento e relacionamentos diversos e adquiriu as habilidades de comunicação para lidar com situações que surgem. Não tem mais medo de falar ou de dialogar sobre esses problemas e tampouco se exasperam por simples dificuldades. Elas conversam mais, tem mais calma e raciocínio lógico para resolver as situações com sucesso. As explosões e os ciúmes comuns na juventude desaparecem, pois são comportamentos inaceitáveis. Não há garantias de que agir desta forma gere felicidade perpétua, mas é uma chance de que as soluções sejam mais duradouras e efetivas.

Símbolos e demonstrações de posse

Como casamento não é uma necessidade nesta faixa de idade para as mulheres, encontrar um parceiro não necessita demonstrar controle ou posse como forma de garantir a efetividade da relação. Assim, nem sempre elas desejam colocar uma aliança nos dedos para confirmar o relacionamento ou a posse sobre o outro e também não demonstram ciúmes como forma de segurar o companheiro, embora desejem um relacionamento de longo prazo e comprometido. Elas são livres para escolher e dão liberdade para os parceiros decidirem. Essa é uma pressão que deixa de existir aos 50 anos.

Parceiros também estão melhores

Assim como as mulheres, os homens aos 50 anos e mais estão muito melhores. Não é a regra, mas a maioria está bem melhor e madura. Eles são mais sensíveis e demonstram isso com mais facilidade e menos vergonha. Na medida em que envelhecem, os homens sentem-se mais à vontade com a intimidade, se tornam carinhosos, sábios ou têm melhores habilidades no sexo e no amor.


Carla Cecarello: Sexóloga e terapeuta de casais, consultora do site Solteiros50, o site Solteiros50 foi lançado no Brasil em 2018 com foco em relacionamento maduro para pessoas na faixa etária de 50 anos e mais. Em pouco tempo conquistou o público entre 40 e 65 anos, tornando-se um meio de contato entre essas pessoas para um compromisso. Possui entre os perfis cadastrados 52% de público feminino e 48% masculino.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here